RECONHECIMENTO

Maria Eurydice de Barros Ribeiro atua em linhas de pesquisa sobre Era Medieval no Instituto de Ciências Humanas

Foto: Arquivo pessoal/Secom UnB

Por unanimidade, a Academia Portuguesa da História acolheu a indicação da docente Maria Eurydice de Barros Ribeiro a seu corpo de membros. A admissão ocorreu no dia 30 de outubro, em evento comemorativo pelos 200 anos de criação do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves.

A professora é fundadora do Programa de Estudos Medievais (PEM) da UnB e coordenadora nacional do Grupo de Trabalho Luso-Brasileiro de História Medieval (CNPq).

Maria Eurydice, que também é egressa da primeira turma de mestrado em História da UnB, conta que recebeu com surpresa o colar de distinção.

“Ter um trabalho reconhecido traz a sensação de dever cumprido. Quando o reconhecimento vem de outro país, a sensação é redobrada”, avalia.

A solenidade de admissão aconteceu durante o Colóquio Luso-Brasileiro Raízes Medievais do Brasil Moderno: do Reino de Portugal ao Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves, realizado na sede da Academia, em Lisboa.