CIÊNCIA

Professores de diversas áreas se reúnem na Finatec para debater novos rumos da pesquisa na Universidade

Júlio Minasi/UnB Agência

A comunidade acadêmica esteve reunida nos últimos dias 26 e 27, no Fórum de Pesquisa e Pós-Graduação da UnB. Realizado no auditório da Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos (Finatec), o encontro ouviu pesquisadores e professores de diversas áreas para discutir novos rumos da pesquisa e da pós-graduação na Universidade.

"Fico muito satisfeito de ver nossos pesquisadores discutindo a pós-graduação", comemora o reitor Ivan Camargo. As ideias servirão como suporte para a revisão do regulamento da pós-graduação na UnB.  "Os objetivos devem ser claros, pois a pós-graduação é a imagem da Universidade no exterior", reforça. No Brasil, a maior parte da produção de pesquisa científica é proveniente dos programas de mestrado e doutorado.

Durante o Fórum, foram abordados temas, como nível de autonomia de programas de pós-graduação; idiomas empregados na escrita e na defesa de dissertações e teses; calendário acadêmico; diretrizes para propostas de abertura de novos programas; sistematização de linhas e projetos; direcionamento para captação de recursos em agências de fomento; fluxo de apreciação e aprovação de processos de projetos de pesquisa.

Para a vice-reitora Sônia Báo, o encontro é a oportunidade de a academia planejar os próximos passos a serem dados para redesenhar a política de pesquisa e pós-graduação na UnB. "É hora de ver todas as coisas boas que estão sendo feitas e definir em que podemos melhorar".

A relevância do Fórum é compartilhada pelo decano de Pesquisa e Pós-Graduação, Jaime Santana. "É extremamente importante para que a Universidade tenha uma estimativa mais aproximada da realidade da comunidade acadêmica", afirma.

Além de professores e pesquisadores, também participaram do debate técnico-administrativos, alunos e a diretora-presidente da Fundação de Apoio a Pesquisa do Distrito Federal (FAPDF), Ivone Diniz.