EFICIÊNCIA

Universidade lança canal para peticionamento eletrônico de demandas. Ferramenta é mais uma iniciativa do programa Simplifica UnB

 

O estudante interessado poderá solicitar o aproveitamento diretamente pelo SEI. Clique na imagem e acesse o manual completo. Arte: Ana Grilo/Secom UnB

 

Deslocar-se até a unidade de atendimento, aguardar na fila, dirigir-se ao guichê e então apresentar a demanda desejada. Essas etapas, tão comuns em muitas tarefas cotidianas, já não serão mais necessárias para alguns serviços da Universidade de Brasília. Começa a valer, nesta segunda-feira (18), uma nova ferramenta digital: o peticionamento eletrônico. Por meio dela, os integrantes da comunidade acadêmica poderão fazer diversas solicitações pela internet.

O primeiro serviço disponível dentro da modalidade será voltado a estudantes que desejam obter aproveitamento de estudos. Isso se aplica a alunos que cursaram disciplinas em outras instituições de ensino superior, nacionais ou estrangeiras, e querem contar com elas em seus currículos. “É uma oportunidade de incorporar estudos anteriormente cursados com sucesso, e que, portanto, não precisariam ser realizados uma segunda vez”, resume o diretor-técnico de Graduação do Decanato de Ensino de Graduação (DTG/DEG), Wilson Theodoro.

Agora, o interessado no aproveitamento não precisará se dirigir ao posto avançado da Secretaria de Administração Acadêmica (SAA) em um dos campi da Universidade. O pedido poderá ser feito diretamente pelo Sistema Eletrônico de Informações (SEI). “Esse será o primeiro processo e depois serão disponibilizados outros, como créditos de língua estrangeira e monitoria. Com isso, inauguramos o peticionamento como um canal para os estudantes fazerem diferentes pedidos à instituição”, resume o vice-reitor Enrique Huelva, presidente da comissão permanente do programa Simplifica UnB, que vem desenvolvendo inovações para facilitar trâmites burocráticos na instituição.

A escolha por priorizar o aproveitamento de estudos foi baseada na relevância do serviço para os estudantes, verificada por meio de estatísticas de demandas. De acordo com a SAA, no segundo semestre de 2018 foram gerados 1.607 processos de aproveitamento de estudos, isso sem considerar aqueles gerados diretamente pelas unidades acadêmicas. “O aproveitamento de estudos tem uma forte importância acadêmica, porque a concessão dos créditos está vinculada ao planejamento do aluno não só semestralmente, como também em todo o percurso acadêmico na Universidade”, explica Huelva.

Veja o passo a passo para acessar o recurso disponibilizado nesta segunda (18). Arte: Ana Grilo/Secom UnB

 

VANTAGENS PARA TODOS – Além da comodidade ao fazer a requisição, o solicitante poderá acompanhar o andamento do pedido on-line, ter acesso às análises e até mesmo pedir revisão, se for o caso. “O trâmite torna-se mais seguro e transparente. Com a eliminação de papel, gera-se uma economia de recursos e tempo”, defende Wilson Theodoro, do DEG. Ao verificar a situação passo a passo, o estudante poderá também ter uma noção de quando os créditos serão incorporados ao seu histórico escolar.

Com a novidade, a SAA também pretende agilizar a demanda e o fluxo de trabalho no setor. “A mudança vai desafogar o atendimento presencial. Mas vale ressaltar que o setor continuará executando todas as funções de assessoramento e acompanhamento dos processos”, garante o secretário de Administração Acadêmica, Júlio Cesar Garay.

A requisição é simples e o aluno deverá preencher os formulários disponibilizados no SEI e anexar os documentos necessários. Todas as orientações estão detalhadas no Manual de Aproveitamento de Estudos – versão 1.0. “O aluno poderá compreender todo o processo, bem como seus prazos de forma holística e facilitada”, ressalta Garay.

De acordo com a SAA, o tempo médio atual de tramitação é de 30 dias. Com a solicitação digital, estima-se uma otimização de pelo menos cinco dias, utilizados anteriormente para digitalização e implementação no SEI. O prazo pode variar conforme o número de disciplinas e de unidades acadêmicas que farão a avaliação.

Com a abertura do canal, a expectativa é que outros pedidos sejam incluídos ao longo do semestre. “Agora está sendo um pouco mais complexo, porque estamos definindo a logística e fazendo o cadastramento dos alunos”, afirma o vice-reitor Enrique Huelva. “Trata-se de um esforço geral de modernização e de se aproximar cada vez mais da realidade virtual, tendência incontestável nos novos tempos”, acrescenta.

 

>> Acesse o Manual de Aproveitamento de Estudos – versão 1.0

ATENÇÃO – As informações, as fotos e os textos podem ser usados e reproduzidos, integral ou parcialmente, desde que a fonte seja devidamente citada e que não haja alteração de sentido em seus conteúdos. Crédito para textos: nome do repórter/Secom UnB ou Secom UnB. Crédito para fotos: nome do fotógrafo/Secom UnB.

Palavras-chave