MOBILIZAÇÃO

Reunião para debater a organização do evento ocorre nos dias 26 e 27 de abril, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, e reúne representantes de diversos países. Brasília sediará o fórum em 2018

A Universidade de Brasília tem participado das discussões para a realização do 8º Fórum Mundial da Água, que será recebido na capital federal em março de 2018. Considerado um dos maiores na temática dos recursos hídricos, o evento estará pela primeira vez na América do Sul. Como parte dos preparativos, nas próximas quarta e quinta-feira – 26 e 27 de abril – governantes, representantes de empresas e de instituições financeiras, além de membros de universidades e de organizações não governamentais de diversos países se encontram para a 2ª Reunião de Consulta às Partes Interessadas.

 

A partir das 8h30, o Centro de Convenções Ulysses Guimarães receberá mais de 700 convidados. Na pauta estarão discussões sobre os processos que envolvem organização, avaliação dos conteúdos já produzidos e temas centrais e transversais que estruturarão o evento. Pesquisadores da UnB estarão presentes para deixar suas contribuições.

 

Apesar de as inscrições para Reunião de Consulta terem sido encerradas, membros da comunidade acadêmica ainda poderão solicitar a participação por meio do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. As solicitações passarão por análise do secretariado do encontro.

 

MOBILIZAÇÃO – Está sendo formalizada, no âmbito da reitoria, a criação de duas comissões integradas com o intuito de organizar ações internas e externas à UnB para efetivar a participação da instituição no fórum. Uma das comissões terá a tarefa de mobilizar docentes, estudantes e técnicos administrativos para as discussões. O outro grupo irá articular a intervenção institucional no evento.

 

Coordenador de Ações Estratégicas Sustentáveis do gabinete da reitoria e um dos integrantes das discussões sobre o fórum na UnB, Pedro Zuchi acredita que o envolvimento da comunidade acadêmica em um evento desse porte possa resultar em avanços nas discussões sobre o assunto. “É um encontro importante por discutir um tema fundamental para o desenvolvimento das nações. O fato de Brasília receber este evento faz com que a UnB tenha um papel relevante, principalmente na condução de questões científicas que envolvem o tema, transversal para a existência humana”, avalia.

ATENÇÃO – As informações, as fotos e os textos podem ser usados e reproduzidos, integral ou parcialmente, desde que a fonte seja devidamente citada e que não haja alteração de sentido em seus conteúdos. Crédito para textos: nome do repórter/Secom UnB ou Secom UnB. Crédito para fotos: nome do fotógrafo/Secom UnB.

Palavras-chave