GESTÃO

Técnicos e gestores debateram o trabalho remoto e possibilidades para agilizar processos e estimular projetos de docentes e estudantes junto ao setor

Reitora Márcia Abrahão segue com rodas de conversa com diversos setores da Universidade. Durante a pandemia do novo coronavírus, os encontros têm sido realizados por meio de conferências on-line. Imagem: Reprodução

 

Servidores da Prefeitura da Universidade de Brasília (PRC), unidade responsável pela maioria das atividades de manutenção da instituição, participaram de diálogo com a reitora Márcia Abrahão na tarde da última quarta-feira, 20. Na conversa, realizada por meio de uma plataforma on-line, os integrantes da PRC apresentaram demandas e debateram sobre as rotinas durante a pandemia do novo coronavírus e os caminhos para garantia dos serviços e para a agilização de processos.

 

A reitora iniciou o diálogo parabenizando os servidores pelo trabalho. "Como a Prefeitura cuida de toda a Universidade, muito próxima do dia a dia da comunidade, é normal termos muitas demandas, mas nunca estivemos tão bem atendidos quanto agora. Vocês têm feito um excelente trabalho", disse.

 

>> Leia também: Reitora dialoga com servidores da área de pesquisa e inovação da Universidade

 

Ela destacou especialmente os indicadores da segurança: as ocorrências de furto e roubo caíram 86% no campus Darcy Ribeiro. "Eu endosso os parabéns", acrescentou a decana de Extensão, Olgamir Amancia. "Nós sempre contamos com o apoio da PRC nos eventos de extensão, de uma forma muito ativa e parceira".

 

O prefeito da UnB, Valdeci Reis, encorajou os colegas a trazer as demandas para debate. "Esta é uma oportunidade de falarmos dos problemas diretamente com a reitora", frisou. O coordenador de Zeladoria e Mudança da Prefeitura, Cleiton Alves Torres, manifestou preocupação com o volume de trabalho para os colaboradores da limpeza. "Também me pergunto como ficará a manutenção de espaços novos, como o Centro de Vivência [em construção] e o antigo prédio da Autotrac [que está sendo utilizado para um projeto da UnB com a Fiocruz].

 

A reitora esclareceu que a forma de contratação de serviços não considera o posto de trabalho, mas sim a área a ser coberta pela atividade. "No caso da limpeza, há um espaço máximo que cada pessoa pode limpar. Se as empresas estão explorando trabalhadores, é obrigação nossa notificá-las e multá-las. Isso é inadmissível", afirmou. Sobre esse tema, o servidor Daniel Olinto sugeriu capacitar os fiscais de contratos. "Temos um número muito reduzido de fiscais, precisamos melhorar isso", completou o prefeito.

 

TRABALHO REMOTO – O servidor Wilson Ramos observou que as equipes, afastadas das atividades presenciais por conta da pandemia do novo coronavírus, estão trabalhando mais. "Embora o trabalho remoto esteja ocorrendo por uma questão emergencial, creio que pode ser incorporado às rotinas da Universidade. O que a gestão pensa sobre isso?", questionou.

 

"Estamos vivendo essa experiência de uma forma que não gostaríamos, obrigados, por conta da emergência na saúde. No caso de implantação do trabalho remoto de forma permanente na UnB, sou totalmente favorável, pois ele imprime qualidade ao que fazemos", disse a reitora.

 

Ela explicou que, assim que foi publicada Instrução Normativa por parte do então Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, a Administração da UnB deu início ao processo interno de implantação, que tramita no Conselho de Administração (CAD).

 

Na semana passada, a Administração enviou consulta às unidades acadêmicas e administrativas a respeito do planejamento para o trabalho remoto. O material, a ser enviado até 8 de junho, vai subsidiar o Programa de Gestão da UnB sobre o tema, a ser encaminhado para aprovação do Ministério da Educação (MEC).

 

O servidor João Victor Cavalcante Barros perguntou se era possível rever a forma de encaminhamento de processos. "Serviços simples e baratos, como a troca de lâmpadas, ficam parados aguardando a autorização do dirigente da unidade. Perdemos tempo", contou. Apontamento semelhante foi feito pelo servidor Elon Filho, que reclamou da falta de mapeamento dos processos. A reitora sugeriu que os próprios técnicos elaborassem uma proposta de simplificação. "Ninguém conhece mais do que vocês o trabalho", destacou.

 

PROJETOS – O professor Júlio Pastore, responsável pela Coordenação de Parques e Jardins, informou sobre as ações que faz com estudantes em prol da PRC e sugeriu que a Administração lance editais de apoio a projetos para a Prefeitura. "Com estímulo, tenho certeza que docentes e estudantes se interessariam mais em colaborar com a PRC", disse. A reitora concordou, lembrando que a instituição já tem usado da própria expertise para atender a demandas, a exemplo da instalação das placas solares fotovoltaicas, que tiveram projeto de professores e docentes da Universidade de Brasília.

 

>> Universidade inaugura usina de energia solar no Gama

 

Outro assunto trazido pelos presentes foi sobre a retomada das atividades presenciais. A gestora da UnB detalhou o trabalho que está sendo desenvolvido pelo Comitê de Coordenação e Acompanhamento das Ações de Recuperação (CCAR). "Este grupo, coordenado pelo vice-reitor [Enrique Huelva], está planejando o retorno de maneira segura, que permita a todos os estudantes terem acesso às aulas. Não há data para isso, mas é importante termos em mente que não seremos mais os mesmos de antes, nem as instituições serão", comentou.

 

Leia mais:

>> UnB mantém, em modo remoto, atividades administrativas, pesquisas e iniciativas de extensão

>> Em reunião virtual, servidores do Arquivo Central apresentam demandas à reitora

>> Servidores do Decanato de Extensão participam de diálogo com a reitora

>> Servidores da BCE participam de diálogo com a reitora

>> Servidores da Secom participam de diálogo com a reitora

>> Servidores do DAC se reúnem para diálogo com a reitora

>> Servidores do DEG e da SAA conversam com a reitora

>> Reitora dialoga com equipe do Decanato de Administração

>> Reitora dialoga com servidores da UnB no HUB

>> DGP participa de conversa com administração superior

>> Reitora participa de conversa com servidores do DPO  

ATENÇÃO – As informações, as fotos e os textos podem ser usados e reproduzidos, integral ou parcialmente, desde que a fonte seja devidamente citada e que não haja alteração de sentido em seus conteúdos. Crédito para textos: nome do repórter/Secom UnB ou Secom UnB. Crédito para fotos: nome do fotógrafo/Secom UnB.

Palavras-chave